quinta-feira, 23 de abril de 2009

Hoje no final da tarde eu passei um bom tempo sozinha sentada no chão da varanda sentindo um cheiro de passado que eu não sentia há muito tempo. Tudo naquele momento contribuía para o estado de êxtase em que eu estava. O cheiro, o sol se pondo bem longe, as sombras acentuadas, as nuvens do temporal se formando, o chão gelado, as crianças gritando no play, o vento na minha cara e o frio... Tudo me fazia crer que eu estava muito feliz e que felicidade é BOM DEMAIS. Passei tanto tempo a procura dela e agora que ela tá aqui, caminhando ao meu lado, a vida fica me arrumando desculpas e motivos para eu não gostar dela. Os ciúmes, as pessoas que se afastaram e os meus medos. Mas tudo na minha cabeça tava começando a se encaixar...

Aí eu dormi. Dormi por duas horas, mas quando acordei pareciam ter sido semanas hibernando.

Aí eu vim para o computador escrever o que eu tava sentindo, antes que eu mudasse de idéia.

Aí eu li o comentário da Gabi no último post...
E pronto, estou tranquila (quase usei trema).

Porra nenhuma! Logo agora que eu ia comentar que tava adorando esse 'uuuuuu' e o 'tec tec' na janela que o vento tá fazendo... A LUZ PISCOU. E não, eu não tenho Nobreak e não salvei nada do que tinha escrito. Reescrevi tudo a mão com medo que a luz piscasse de novo.
- Olha Lê, as ruas aqui em volta estão todas sem luz! Que sorte que a gente ainda tem, né?

- Ô, que sorte hein, mãe!

Aí, eu continuo tranquila.
Porque continuo gostando do barulho que o vento tá fazendo e esse cheirinho de pudim de leite no forno tá me deixando louca, haha.

4 comentários:

Spes disse...

tem um cara que disse assim "a vida nada mais é do que uma alternância entre o estar feliz e o não estar"

então, aproveita que tudo passa (e eu ainda ando pensando em 'você')

Carol disse...

e você ainda diz que fica pensando, pensando e não acha seu talento, tem coragem de falar que sempre foi ruim em redação...
vc pode não acreditar mas vc escreve muito bem, presta atenção nos mínimos detalhes da vida e sabe expressá-los com tanta leveza que nos faz sentir um pouco do seu momento também. pronto!ganhou mais uma fã no blog =)

Shmally disse...

gosto de escrever pq é o meu momento de falar tudo que me vem a cabeça sem me distrair com as reaçoes das pessoas, gosto de ler pq é o meu momento de ouvir sem interromper ninguem.
gostei do que li aqui, pq sao raras as vezes que vc escreve muito, e a beleza nao está no tamanho da mensagem, mas nos detalhes. sao os detalhes que nos despem, e vc ficou nua.
por um segundo pensei que estava lendo clarice linspector.

muito bom le! fiquei muito feliz por ter de alguma forma te livrado de residuos de insatisfaçao sem motivo com a vida. =]]
o gato estah bem le... estah inteiro =]

pulgah. disse...

eu gosto de escrever mas eu tenho preguiça, sempre acho que tá ruim e desisto no primeiro parágrafo.
tudo lindo que vc escreveu. e eu tô aqui e daqui não vou sair.
se preocupa não.
te amo.